Você sabia que alguns alimentos aumentam a imunidade de forma natural?

Imunidade é o nome que damos à capacidade do organismo de se defender de invasores, no caso vírus, bactérias ou fungos que possam causar doenças. Quando ela está baixa, ficamos muito mais propensos a ter pequenas e grandes infecções e quadros como gripes. A boa nutrição é essencial para fortalecer o nosso organismo e garantir um sistema imunológico mais forte. Por isso, em parceria com as empresas do ramo alimentício, Sapore, Ondina e Alibraz, que atendem o Grupo SADA, criamos a lista abaixo com sugestões de alimentos que auxiliam o sistema imunológico.

  • Alho, batata doce, iogurte, azeite, salmão, cogumelo, nozes, castanhas, amêndoas, melancia;
  • Tomate, grão de bico, laranja, acerola, morango, kiwi, gengibre, vegetais de cor verde escuro, própolis;
  • Chás, cúrcuma, carnes, cereais integrais, sementes, leguminosas, feijão, lentilha, ervilha. Cúrcuma ou açafrão da terra tem ação antiviral, antifúngica e anti-inflamatória.

Proteínas mais leguminosas (feijão, soja, ervilha, grão de bico) consumidas junto a algum cereal como arroz ou milho irão oferecer nutrientes de melhor qualidade.

Além desses alimentos, listamos alguns minerais para você adicionar a sua alimentação.

ZINCO

O zinco é um dos minerais fundamentais para a saúde. Uma de suas principais funções é proteger o nosso sistema imunológico. Neste momento, é importante investir em um cardápio com bastante zinco.

  • Chocolate amargo: em 100gr. ele apresenta 9,6mg do nutriente;
  • Sementes de linhaça: marrom ou dourada, tem 6% de zinco em sua composição. Consuma moída para aproveitar melhor os seus nutrientes;
  • Gema de ovo: a quantidade de zinco em uma gema é de 5mg para cada 100gr;
  • Amendoim: a cada 100gr. você consegue 1,06mg do nutriente;
  • Castanha de caju: aumenta a resistência do sistema imunológico. A cada 100 gramas de castanha você conta com 5,75mg do nutriente;
  • Feijão: um dos alimentos indispensáveis para o sistema imunológico. É fonte de ferro, potássio, proteínas e zinco. A cada 100 gramas, apresenta 2,30mg do nutriente;
  • Carnes de todos os tipos: principalmente a vermelha;
  • Frutos do mar.

MAGNÉSIO

  • Leguminosas, verduras folhosas, oleaginosas (nozes, amêndoas, castanha).

SELÊNIO

  • A principal fonte é a castanha do Pará ou do Brasil.

Lembre-se das VITAMINAS:

  • Vitamina A: está presente em fontes de gordura (queijo, gema de ovo) e em vegetais de coloração alaranjada como manga, mamão e cenoura;
  • Vitamina C: ofertado por frutas como laranja, acerola, goiaba, mexerica, maracujá, limão, abacaxi, kiwi e vegetais como brócolis e folhosos crus. Protege contra as infecções estimulando a formação de anticorpos;
  • Vitamina Complexo B: vitaminas disponíveis em todos os grupos de alimentos;
  • Vitamina B12: é encontrada apenas em alimentos de origem animal;
  • Vitamina D3: fortalece o sistema imunológico, modula a autoimunidade, protegendo assim o organismo de doenças autoimunes, gripes, alergias e até cânceres.  A vitamina D3 é um hormônio sintetizado de forma natural pelo organismo a partir do composto 7-dehidrocolesterol, um precursor do colesterol. Para ser ativada, é necessária a exposição ao sol, mais precisamente aos raios UVB.

Alimentos prebióticos (aveia, cereais integrais) e os alimentos probióticos (presente nos iogurtes e leite fermentado) fortalecem a imunidade e estimulam sua ação.

Lembre-se de beber muito líquido como água, suco natural e chá, pois o organismo hidratado é fundamental para inúmeras funções. Mantenha o intestino funcionando muito bem. Caso tenha o “intestino preso”, consuma alimentos que ajudam a soltar como mamão, ameixa seca, aveia, laranja. Mas, é imprescindível o consumo mínimo de 1,5 litro de água. Aumente o consumo de fibras; comer frutas, verduras, legumes, sementes e produtos frescos.

Cuidado com as notícias falsas!

“Alimentos milagrosos que curam a COVID-19” – Até o momento não existe nenhuma comprovação científica que afirme a ação de determinado alimento no combate ao vírus.

LEIA TAMBÉM

Medidas de prevenção ao Coronavírus (Covid-19) em casa

Além dos cuidados essenciais que você deve ter em casa ou na rua como lavar as mãos de hora em hora, evitar multidões e nunca tocar o seu rosto com as mãos sujas, você precisa intensificar a proteção da sua casa. SAIBA COMO

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário