Veículos Hi-Road da Iveco apresentam economia de até 7% no combustível; transportadora, que tem mais de 1.200 veículos, confirma fidelidade à marca

Uma nova parceria entre o Grupo SADA e a CNH Industrial foi firmada, na manhã desta segunda-feira (30), com a aquisição, por parte da transportadora, de 50 unidades do modelo 2019/2020 do caminhão Iveco Hi-Road 440 cv, que tem tração 6×2. Com tecnologia de ponta, que alia consumo de combustível até 7% menor do que de modelos similares e força bruta para carregar qualquer tipo de carga. Os veículos vão se somar à frota da transportadora mineira, que tem hoje mais de 1.200 caminhões.

No evento que marcou a entrega dos veículos, realizado na concessionária Iveco DEVA Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, estiveram presentes o presidente do Grupo SADA, Vittorio Medioli, e o presidente da CNH Industrial, Vilmar Fistarol, além de representantes das duas empresas.

O presidente do Grupo SADA destacou o Plano Nacional de Renovação de Frota (PNRF), projeto que está sendo discutido em níveis estadual e federal. A ideia é retirar das ruas caminhões antigos e poluidores para substituí-los por veículos modernos, que consomem menos e reduzem em até 50 vezes as emissões de poluentes.

Os executivos ressaltaram que a compra dos 50 caminhões da Iveco acontece em um cenário de crescimento do mercado, que se reergueu após a crise econômica vivida nos últimos quatro anos. 

De acordo com Fistarol, a venda para a SADA é muito importante por se tratar de um acordo com outra grande companhia que reforça sua fidelidade à marca Iveco. Fistarol festejou esse evento, que confirma a expansão do setor de transportes e da economia nacional. Ele firmou que a CNH Industrial acredita no potencial do mercado brasileiro e em seu crescimento nos próximos anos.

“A operação da SADA, em grande parte do território brasileiro, prova que nossos produtos estão aptos a suprir as necessidades de grandes clientes, proporcionando tecnologia de ponta, economia de combustível e baixo custo operacional”, afirmou.

Tecnologia

Com o melhor custo operacional do mercado e alta tecnologia, o Iveco Hi-Road é disponibilizado em três versões, com trações 4×2, 6×2 e 6×4. De acordo com a fabricante, o veículo foi projetado para aumentar a participação da marca no segmento de entrada para caminhões pesados. 

Focado em operações de médias e longas distâncias, o caminhão herda os investimentos em tecnologia que engenheiros da Iveco trouxeram para a linha Hi-Way, Apesar de mais barato, o veículo mantém as novidades do modelo de ponta, como a nova turbina, a nova calibração e o alto torque do motor.

O Hi-Road é um caminhão mais leve, com uma cabine mais compacta, contribuindo para a economia de combustível e aumentando sua capacidade de carga. “O Hi-Road é o modelo adequado para o atual momento econômico, que pede um produto com baixo custo de operação, conforto para o motorista e a robustez que o segmento exige”, afirmou Ricardo Barion, diretor de marketing e vendas da Iveco para a América Latina.

A montadora tem centros de produção em 11 países, distribuídos por Europa, Ásia, África, Oceania e América Latina. São mais de 5.000 pontos de vendas em todo o mundo e suporte técnico garantido para 160 países. No Brasil, a rede Iveco tem 74 pontos de atendimento, distribuídos em todo o país, e quer expandir sua atuação para 84 até o fim de 2019. 

Ricardo Barion disse também que a empresa pretende abrir novas concessionárias no Brasil e aprimorar os serviços de venda e pós-venda. “Agora, temos um caminhão que faz parte de um novo momento para a Iveco, fruto do investimento de US$ 120 milhões no desenvolvimento de novos produtos”, concluiu.

Mercado cresceu 63% em 2018

A aquisição dos Hi-Road pela SADA está em sintonia com o mercado de caminhões no Brasil, que fechou 2018 com mais de 85 mil unidades vendidas, contra 52 mil em 2017, alta de 63,4%. O segmento que mais cresceu foi o de pesados, como o Iveco Hi-Road.

O Hi-Road é fruto de R$ 120 milhões em investimento em novos produtos feitos pela CHN Industrial em 2018. A empresa equipou o caminhão com alta tecnologia e conforto para o motorista, que tem banco high comfort, ar-condicionado com climatizador, rádio com CD, MP3 e entrada USB, volante com comandos integrados, box térmico e cabine com suspensão pneumática.

  • Foto: RONALDO SILVEIRA/O TEMPO

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário