Iniciei minhas atividades no Grupo Sada no ano 2000 como estagiária, onde permaneci por um ano. Retornei à empresa, em 2009, atuando na área de Auditoria e Controladoria da SADA Transportes. Em 2013, fui convidada para assumir a Diretoria Administrativa Financeira da Transzero, em São Bernardo do Campo, com mais de 800 colaboradores e 12 filiais instaladas por todo o território nacional. Recordo-me que em uma visita do Sr. Vittorio ouvi dele a frase que marcou a nova etapa da minha carreira: “(…) estou apostando em você, portanto, não me decepcione”.

Foi com imensa alegria e, acima de tudo, gratidão que aceitei o convite. Percebi que haviam visualizado meus talentos e habilidades que até eu mesma desconhecia. Desde então, a palavra que MOVE minha carreira e minha vida é DESAFIO, pois ser a primeira mulher Diretora do Grupo SADA me tornaria exemplo a ser seguido.

Foram quatro anos na Transzero até meu retorno a Betim, em 2017, para mais um grande DESAFIO: gerir o CSC do Grupo SADA. Costumo dizer: “o sangue que corre aqui é verde!”; então, coloco meu coração e minha responsabilidade em qualquer projeto, sempre buscando o melhor para a empresa.

Durante o ano de 2016, participei ativamente do início do Projeto de Implantação do CSC como membro do Comitê Executivo e acompanhei todas as fases, desde o mapeamento dos processos até a data do Go Live. Esses momentos me proporcionaram enriquecimento de conhecimento e desenvolvimento. Trabalhamos ao lado da consultoria TOTVS e da Daniela Medioli que, com seu engajamento, ousadia e disciplina, patrocinou incondicionalmente o projeto.

Desde então, estamos passando por um processo de aculturamento a uma nova forma de prestação de serviços com processos, procedimentos, avaliação de qualidade, produtividade e foco em melhoria contínua.

Entretanto, acredito ainda que meu maior DESAFIO tenha sido aprender a gerir pessoas, assegurando que elas sejam tratadas mais como humanos e menos como recursos. Desde o primeiro dia de CSC, me questionei: “como fazer todos remarem para uma mesma direção?”. A resposta foi: transparência, engajamento, empatia e amor. Hoje atendemos 1.200 chamados por dia e estamos com 260 colaboradores entre Matriz e Postos Avançados.

Não poderia deixar de citar também o cuidado que temos com nossos clientes. Cada comunicado que sai do CSC passa por minha análise, sempre com um único pensamento: “o que podemos fazer para melhorar a vida do nosso cliente?”. Nós temos um contrato de prestação de serviço de qualidade que deve ser cumprido por cada colaborador do CSC para que nossos clientes sintam-se satisfeitos com nosso atendimento.

Aqui todos os dias aprendemos a ter senso de urgência, sair da zona de conforto e pensar fora da caixa. E estamos só no começo! Temos muito trabalho pela frente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário