Crie a cultura de economia doméstica e inspire amigos e familiares.

Poupar dinheiro é algo que deve fazer parte da nossa rotina em qualquer cenário. Então, que tal aproveitar esse momento para criar esta cultura de economia doméstica? Confira algumas dicas:

Relacione suas receitas e despesas

Utilize planilhas, aplicativos ou cadernos de anotações para analisar sua situação financeira. Anotar gastos diários é uma recomendação básica dada por quase todos os educadores financeiros, afinal de contas, só conseguimos gerenciar o que conseguimos medir. Com os números em mãos, você poderá analisar muito mais objetivamente sua situação financeira e quais dos gastos atuais são realmente necessários.

Classifique a importância dos gastos mensais

Defina o que é relevante no momento. Deve-se analisar os gastos mês a mês, analisando o que pode ser melhorado ou até o que pode ser cortado e instituir uma periodicidade. Comece analisando semanalmente, depois quinzenalmente, … Saber classificar as despesas e ter uma visão clara e efetiva dos setores onde mais (ou menos) se concentram seus gastos é fundamental para otimizar seu controle financeiro e permitir que você altere seu orçamento e seu planejamento em relação às finanças sempre que possível.

Faça uma lista de compras

Antes de sair as compras, faça uma lista de tudo o que você realmente precisa. Seja antes de ir a um supermercado, farmácia, a um shopping ou até a padaria faça uma lista do que você irá comprar. Outra dica é antes de ir ao supermercado faça uma refeição: ao fazer compras com estômago vazio, é mais fácil se deixar seduzir por doces e outras comidas que você não precisa comprar no momento.

Controle nos gastos

Tenha controle nos gastos com energia elétrica, água e nos bens de consumo. Algumas dicas são:

  • Desligue a função turbo do seu chuveiro: se o seu chuveiro é pressurizado, desligar a função turbo desliga também o motor que garante maior pressão na saída da água, proporcionando menor gasto de energia. Mantenha o chuveiro na posição verão: em dias com clima agradável, deixar o chuveiro na posição verão pode ajudar a economizar até 30% mais do que deixá-lo na posição inverno.
  • Desligue os eletrodomésticos da tomada: ao finalizar seu uso, desligá-los da tomada ajuda a economizar. Afinal, aquela luz vermelha também consome energia.
  • Mantenha seu refrigerador cheio: espaços vazios exigem mais do motor para manter os alimentos congelados. Quanto mais itens no freezer, melhor.
  • Compre eletrodomésticos de classificação A:  Hoje em dia, muitos equipamentos elétricos já possuem a etiqueta do Inmetro, que indica seu nível de eficiência, classificado de A a E. É muito importante adquirir equipamentos nível A do Inmetro, com o Selo do Procel. Esta é uma garantia de que o equipamento tem um bom desempenho e consome menos energia.
  • Troque suas lâmpadas: utilizar uma lâmpada de LED pode reduzir consideravelmente o consumo de energia da sua casa. Existem ainda outras opções econômicas, como as fluorescentes.
  • Apague a luz ao sair de um ambiente: apesar de parecer lógico, somente quando adotamos esse costume no dia a dia ele se torna um hábito, ajudando a evitar o desperdício.
  • Livre-se de extensões: extensões e benjamins (o famoso “T”) ajudam a desperdiçar energia. Utilize-os somente se necessário.
  • Evite utilizar os eletrodomésticos no horário de pico: o horário de pico é o horário em que se dá o maior consumo de energia elétrica. É estabelecido entre 18h e 22h, sendo aconselhável evitá-lo.
  • Feche a torneira enquanto escova os dentes: pode parecer bobeira, mas muitas pessoas possuem o hábito de deixar a torneira aberta enquanto escovam os dentes. Fechá-la durante este ato ajuda a economizar até 1,9 milhões de litros de água ao longo da vida.
  • Instale uma descarga econômica: alguns vasos sanitários possuem uma válvula de descarga econômica, a qual permite a seleção da quantidade de água necessária de acordo com a situação. O desperdício diminuirá significativamente.
  • Diminua o tempo no banho: cada minuto a menos embaixo do chuveiro economiza cerca de 23 litros de água.
  • Espere juntar roupa suja para lavá-la: utilizar a máquina menos vezes em sua capacidade total garante maior economia de água.

Faça a checagem da vedação

Verifique a vedação do ar condicionado, geladeira e forno elétrico para evitar um maior consumo de energia por conta do mau isolamento. Troque a borracha de vedação da geladeira: se a mesma não está mais cumprindo seu papel e está dando vazão ao ar frio, vale a pena trocá-la por uma nova, evitando o desperdício. Outra dica para economizar com a geladeira é: Espere os alimentos esfriarem para guardá-los na geladeira: ao serem guardados quentes, a geladeira trabalhará mais para que os mesmos atinjam uma temperatura compatível ao de seu interior.

Economize ao cozinhar

  • Mantenha as panelas fechadas ao cozinhar: ao deixá-las abertas, necessita-se de mais gás para que o cozimento seja efetivo.
  • Reutilize a água do cozimento de legumes: ela pode servir para caldos, sopas e até mesmo para dar sabor ao arroz de todos os dias.
  • Reaproveite as sobras: nem tudo o que é dispensado dos alimentos precisa necessariamente ir para o lixo. Há várias receitas reaproveitando cascas e sementes, por exemplo, que muitas vezes são jogadas fora. Pesquise e faça deliciosos pratos com as sobras.

Ao implementar estas pequenas mudanças no seu dia a dia e seguir as dicas de economia doméstica, sua saúde financeira e qualidade de vida aumentarão significativamente. Mantenha seu dinheiro sob controle!

LEIA TAMBÉM

Medidas de prevenção ao Coronavírus (Covid-19) em casa

Além dos cuidados essenciais que você deve ter em casa ou na rua como lavar as mãos de hora em hora, evitar multidões e nunca tocar o seu rosto com as mãos sujas, você precisa intensificar a proteção da sua casa. SAIBA COMO

Com informações de:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário