Momentos como os que vivemos nos obrigam a nos reinventarmos. É sempre assim: são os tempos adversos que nos forçam a encontrar novas maneiras para melhorarmos ainda mais as práticas do dia a dia.

Neste dia da imprensa, comemorado em 1 de junho, analisamos o papel da imprensa, tão importante para entendermos o complexo cenário em que nos encontramos.

Primeiramente, sobre a credibilidade dos veículos e a luta contra a desinformação causada pelas notícias falsas que viralizam internet a fora. Neste emaranhado de informações, em que confiar? Onde podemos encontrar as notícias apuradas profissionalmente e com qualidade? A resposta é uma só: na imprensa!

Neste contexto, a imprensa desempenha um papel tão importante quanto todos os outros profissionais que estão na linha de frente desta crise. Uma pesquisa* realizada com 10 mil pessoas em dez países, incluindo o Brasil, mostra que 59% dos brasileiros se informam sobre a pandemia pela imprensa profissional.

Em Minas Gerais, estado em que a Sempre Editora, empresa do Grupo SADA, atua com os Jornais O TEMPO e Super Notícia além da rádio Super 91,7 FM, os números não param de crescer. O portal O Tempo se consolidou como o maior produtor de notícias do estado e também como o site local com a maior audiência. Em um período de 30 dias, a página otempo.com.br alcançou recordes de mais de 23 milhões de usuários únicos e cerca de 115 milhões de pageviews, segundo números do Google Analytics de abril.

Neste dia 1 de junho, dia da imprensa, temos ainda muitas perguntas a fazer, muitos questionamentos que não querem calar e muitos desafios a superar. Mas confiamos em nosso conteúdo de qualidade e nos esforçamos para compreender esse “novo normal” com investimentos em jornalismo ultralocal e preferencialmente digital, sem abrir mão de plataformas tradicionais.

“Nossa estratégia é aproveitar o momento para consolidar nosso lema, que é jornalismo mineiro profissional e de qualidade. Acreditamos que será o diferencial e o fio condutor para nos mantermos atuantes e relevantes. As pessoas perceberam o valor das marcas tradicionais da comunicação, e vamos agora entrar nesse novo mundo, oferecendo novos produtos para as novas empresas, com marcas tradicionais ou não, que continuarão precisando do jornalismo sério, que combate as fake news e suas consequências. É um grande desafio, mas, sobretudo, uma grande oportunidade”, diz Heron Guimarães, diretor executivo da Sempre Editora.

* https://www.edelman.com.br/

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário